Secretário pede abertura de processo e registro de BO para investigar material infectocontagioso encontrado a céu aberto em Patos



Foi denunciado, nesta quinta-feira, dia 13, o descarte de forma irregular de um material infectocontagioso nas proximidades da UBS Aderban Martins, em Patos.

No saco plástico desprezado a céu aberto continha agulhas, espátulas e material para teste do COVID-19.

De posse da denúncia, o secretário de saúde de Patos, Zeca, logo tomou as devidas providências para apuração do que teria ocorrido e solicitou a abertura de um processo e registro de um Boletim de Ocorrência na Polícia Civil.

Todo esse material, de acordo com o secretário, deveria está em uma bombona que o município aluga, pois, há uma empresa que faz a coleta.

“Esse é um material infectocontagioso. Ele tem um tratamento diferenciado. Ao saber que esse material estava lá a céu aberto, pedi a Vigilância Sanitária para que fosse (drª Tatiana) incumbida de levar uma equipe até lá, questionasse, olhasse o ambiente, questionasse a equipe do Aderban como foi que isso apareceu lá, levantando um processo administrativo de controle desse material”, afirmou sobre as providências.

Zeca ainda explicou que ao chegar a UBS Aderban Martins, tomou conhecimento, por parte da enfermeira, que a bombona tinha sido roubada e o lixo (material descartável) tinha sido derramado. O secretário solicitou que a coordenadora fosse até a Delegacia de Polícia Civil para realizar um boletim de ocorrência sobre o desaparecimento do objeto (bombona).

Zeca garantiu que não irá deixar passar em branco essa atitude que parece mais ser para incriminar a Atenção Básica do município e para colocar em risco a saúde da população.

“Por esses dois vieses, por uma acusação injusta e pela ameaça que a população pode sofrer de contaminação, nós entramos com o boletim de ocorrência na Polícia Civil para que seja, o fato, investigado”, finalizou.

Coordecom