Secretário de Saúde da Paraíba fala sobre óbito em Patos e recomenda a permanência do isolamento domiciliar. Ouça



O secretário estadual de saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros, gravou um vídeo onde fala a respeito da primeira morte por coronavírus em todo o estado e repassa orientações importantes sobre prevenção e como os pacientes devem ser cuidados. O homem de 36 anos que veio a óbito é natural de Patos, sertão do estado. O falecimento foi confirmado pela Secretaria Estadual de Saúde na tarde da última terça-feira (31).

Geraldo considerou que apesar do estado já ter um plano elaborado para enfrentar o coronavírus, a confirmação de um óbito na cidade de Patos reforça ainda mais a necessidade de que as medidas já adotadas, sejam continuadas.

Ele cita o decreto do governo do estado, destacando que a partir do momento que se confirma um caso de óbito pelo Covid 19, deve haver o fechamento de todo o comércio, mas com as ressalvas que o decreto enumera em relação aos setores que devem fechar.

Ainda sobre o caso de Patos, ele recomendou:

“É fundamental que a partir deste momento que o vírus está circulando em Patos, e mais vinte cidades que compõem a região metropolitana de Patos, que os patoenses adotem o isolamento domiciliar. As pessoas devem ficar em casa, evitando aglomerações, nos finais de semana evitando praças, evitando restaurantes, bares. Isso é fundamental para que nós não tenhamos mais casos em Patos e redondezas, e também mais mortes”, disse.

Apesar de apenas 5% dos casos de coronavírus apresentar complicações mais sérias e exigir cuidados mais intensivos, o secretários frisou que os pacientes do sertão e alto sertão com quadros mais graves devem ser removidos para a cidade de Campina Grande. Essa necessidade se dá pela falta do quantitativo adequado de profissionais para trabalhar com vítimas graves do coronavírus, sobretudo aqueles com dificuldades respiratórias.

Já para os pacientes com sintomas leves de uma gripe comum, ou seja, uma síndrome gripal com tosse, coriza, moleza, dor de garganta, falta de apetite, o secretário Geraldo Medeiros orientou que devem ficar em casa, em isolamento domiciliar pelo período de 14 dias.

E aqueles pacientes que apresentam sintomas moderados e que necessitam de cuidados em ambiente hospitalar, devem ficar internos nas enfermarias. Caso haja uma complicação maior, ai sim eles devem ser entubados, ventilados e encaminhados para Campina Grande.

Ouça mais detalhes no áudio que segue.

Fala do Secretário

Matéria por Patosonline.com




Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal Patosonline.com não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2020 se encerrarem.