Secretário de Infraestrutura se desculpa com à população e diz que obras do teatro estão 66% concluídas. Ouça:



O Secretário de Infraestrutura da Prefeitura de Patos, Nilton Domiciano, se pronunciou nesta segunda-feira, 23, em entrevista ao Jornal Notícias da Manhã, da Rádio Espinharas 97,9 FM, em relação a continuação das obras do Teatro Municipal Ernani Sátiro, em Patos-PB.

Na oportunidade, Domiciano explicou que está há cerca de 35 dias à frente da Secretaria de Infraestrutura, e pediu desculpas à população pelos transtornos causados em função do atraso na execução do serviço.

“A obra se encontra na colocação da estrutura metálica e está atualmente com 66% dos trabalhos concluídos, embora os serviços não tenham contemplado os projetos de climatização e sonorização, além dos projetos elétricos complementares e de urbanização. Pedimos desculpa a população pelos transtornos causados e estamos na medida do possível tentando sanar essas pendências”, explicou.

O secretário informou que o valor total do convênio gira em torno de R$ 3.148.000 (Três milhões, cento e quarenta e oito mil reais), dos quais a Prefeitura de Patos já recebeu cerca de R$ 2.069.000,00, (Dois milhões e sessenta e nove mil reais), por meio de emendas parlamentares do deputado federal Hugo Mota, (PRB) e do senador Veneziano Vital do Rego, (PSB).  

Domiciano afirmou que o município está buscando apoio técnico junto ao governo do estado, visando concluir os projetos complementares e conseguir a liberação de recursos para finalizar a obra.

O teatro municipal Ernani Sátyro começou a ser construído há cerca de cinco anos, e de lá para cá, em boa parte desse tempo as obras estiveram paralisadas, o que vem revoltando os representantes do movimento cultural da cidade. Ouça as palavras do Secretário de Infraestrutura Nilton Domiciano:

Patosonline.com




Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal Patosonline.com não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2020 se encerrarem.