Secretária de saúde de Patos diz que ações de prevenção continuam, mas que população deve colaborar ainda mais



A Prefeitura de Patos e Secretaria de Saúde seguem realizando intervenções  para enfrentar a pandemia do novo coronavírus, por meio de ações  direcionadas à desinfecção de ruas e órgãos públicos, campanhas educativas de conscientização sobre o isolamento social, fiscalização no comércio e feiras livres.

O trabalho também abrange a distribuição de cestas básicas em comunidades carentes, distribuição de máscaras de proteção e álcool em gel, seja para os profissionais de saúde, população, ou categorias de trabalhadores a exemplo dos mototaxistas, taxistas e agricultores.

A secretária de saúde, Francisca Lavor Furtado, ressaltou que mesmo havendo um trabalho intenso de prevenção ao Covid-19, é preciso que a população tenha consciência para adotar as medidas de prevenção.

“E continuamos fazendo a prevenção da população, e pendido conscientização que é o mais importante. Cada dia que a gente passa as ruas estão mais cheias, e pedimos a população que a própria prevenção, a própria conscientização, é o uso das máscaras, a lavagem das mãos, e que continuem em casa”, salienta.

Francisca Lavor também frisou que na cidade de Patos a transmissão do coronavírus se tornou comunitária, quando não se consegue mais mapear a cadeia de infecção e saber quem foi responsável pela contaminação dos demais.

“Tem muitas pessoas que já perderam familiares e sabem da gravidade desse vírus”, alerta a secretária municipal de Saúde, Francisca Lavor.

A preocupação ainda persiste tendo em vista que os casos confirmados para o Covid-19 na cidade de Patos ainda continuam crescentes. Conforme dados do último boletim epidemiológico da sexta-feira (26), a cidade de Patos contabilizou 1.533 casos do novo Coronavírus (COVID-19). Desses números, 971 estão em isolamento domiciliar, 25 em internamento hospitalar, 485 estão recuperados e 52 óbitos.

Estado faz avaliação do momento atual

Nesta segunda-feira (29), o secretário de Estado da Saúde, Geraldo Medeiros, declarou, durante entrevista ao Sistema Arapuan de Comunicação, que a Paraíba é um dos poucos estados do Norte e Nordeste que não entrou em colapso. Porém, ressaltou que a população deve manter o isolamento e evitar aglomeração para não correr o risco de haver retrocesso na flexibilização.

Coordecom

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com