• Dra Milena
Politica

Se vivo fosse, Zé Gayoso completaria 100 anos de vida. Veja um pouco de sua história

ÓTICAS GUIMARÃES

Neste dia 16 de setembro, se vivo fosse, José Gayoso completaria 100 anos. Uma história de vida vivida para povo, pelo povo e com o povo. Dedicou sua vida à política, ao sertão e principalmente aos Vales dos Espinharas e do Piancó. Tem no seu histórico ações importantes com a defesa do homem do campo, principalmente no tempo do algodão.

A educação sempre recebeu sua atenção. Trouxe para Patos o Colégio Estadual, com ensino de qualidade, referência na região. Foi o responsavel pela transformação de mais de 30 distritos em municipios. Filho do advogado Pedro Firmino, o primeiro deputado federal de Patos.

Lamentavelmente não recebeu Deputado Zé Gayoso, eleito 7 vezes Deputado Estadual, em seu favor homenagem equivalente a que foi realizada em atenção ao seu pai, pessoa cujo nome empresta a uma das principais ruas de Patos. Não há até o momento qualquer referência ou nomeação de prédios públicos, rua, praça ou avenida em seu nome.

Seu legado segue esvaziando com o passar do tempo, afastando do presente a recordação das vitórias do passado, sem dar oportunidade às novas gerações de compreender a história e origem de sua cidade, as lutas e vitórias alcançadas, os atores responsáveis pela evolução do pensar e do fazer, o amadurecimento do direito.

JOSÉ GAYOSO, O HOMEM QUE FOI E A MEMORIA DO QUE POR ELE FOI DEIXADO, NÃO DEVE SER DESRESPEITADA. PARTE DA HISTORIA DA PARAIBA É CONTADA PELO RELATO DE SUAS AÇÕES LEGISLATIVAS. Diante de tantas ruas e locais públicos batizados em homenagem às pessoas públicas indicadas pelos gestores de Patos desde 2004 nota-se que a ausência de tal honraria repousa tão somente na vontade de poucos de esconder da nova geração o que todos que conheceram ou foram alcançados pela eficiência do Deputado Zé Gayoso carregam em seus corações, tentando apropriar-se da história e dos méritos conquistados pela família Gayoso.

Hoje, em seu centenário, faço publicamente o compromisso de trabalhar em favor da recuperação e preservação da história de Patos, restaurando a memória da cidade, física e afetiva, para que um novo legado seja edificado sobre a Rocha firme e constante da HISTORIA que será contada pelas ruas desta cidade.

Zé Gayoso e sua esposa Terezinha na juventude

Texto – Padre Luciano Dias


Mostrar mais
Botão Voltar ao topo