• Dra Milena
PoliticaRegional

São Mamede abre a programação do Setembro Amarelo com “Caminhada pela Vida”

ÓTICAS GUIMARÃES

A Prefeitura de São Mamede, por meio da secretaria de saúde e da secretaria de desenvolvimento social e humano, realizou abertura da Campanha Nacional Setembro Amarelo com uma caminhada pelas principais ruas do centro da cidade, na manhã desta terça-feira, dia 14. A concentração foi na Escola Municipal Marina Souto Gouveia.

O evento intitulado “Caminhada Pela Vida” teve a participação de alunos da escola Marina Gouveia e das escolas estaduais Napoleão Nóbrega e da ECIT Seráfico Nóbrega. Também estava presente a vereadora Eva Lucena e o vereador Ricardo de Araújo Medeiros (Neguinho do Peixe).

A caminhada começou na rua Ministro João Agripino, seguindo para a rua Sete Irmãos e retornando pela Janúncio Nóbrega até a Presidente João Pessoa, mais precisamente no parque de eventos “O Bezerrão”.

No Bezerrão, a psicóloga Gabrielle Batista, recém-empossada no setor da saúde, falou sobre a temática do Setembro Amarelo, evidenciando o objetivo do mês que é justamente dar ênfase a valorização da vida, tendo o foco na prevenção e no combate ao suicídio.

Gabrielle apresentou dados da Organização Mundial da Saúde – OMS, que aponta para o suicídio como uma das principais causas de morte em todo o mundo. A cada ano, mais pessoas morrem como resultado de suicídio do que HIV, câncer de mama ou guerras e homicídios.

Entre jovens os dados são ainda mais preocupantes. Na faixa etária de 15 a 29 anos, o suicídio foi a quarta causa de morte. Então, a idade média das pessoas que cometem suicídio está cada vez menor, enfatizou a psicóloga.

Em 2021, mais de 14 mil pessoas se suicidaram no Brasil. Isso consiste em um aumento de 8% em relação a 2020.

Outro dado, agora em nível mundial, a cada 45 minutos uma pessoa tira a própria vida, o que equivale a uma média anual de 73 mil suicídios.

A psicóloga Kelly Dantas, técnica do CRAS, também dirigiu uma fala para os adolescentes e jovens, destacando que as redes de apoio que o município disponibiliza para a população, seja no CRAS, ou na área da Saúde, “estamos prontos para ouvir as suas angústias, medos, frustações, porque falar é sempre a melhor solução”.

Kelly ainda enfatizou o projeto do Centro de Valorização à Vida – CVV, que fornece apoio emocional e prevenção do suicídio. Eles atendem de forma voluntária e gratuita, via telefone (disque 188), e-mail e chat 24 horas, todos os dias da semana.

O site do CVV é: https://www.cvv.org.br/

A campanha Setembro Amarelo teve início no Brasil em 2015, objetivando conscientizar as pessoas sobre o suicídio, bem como evitar o seu acontecimento.

Por Ascom


Mostrar mais
Botão Voltar ao topo