SAMU enfrenta dificuldades diante de trotes e até de pacientes suspeitos de COVID – 19 que se recusam a ir até o Hospital Regional de Patos



O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) do Município de Patos vem enfrentando muitas dificuldades diante do crescimento do número de chamadas envolvendo casos suspeitos do novo coronavírus, COVID – 19, bem como de trotes que atrapalham o trabalho dos profissionais da saúde.

Na noite desta segunda-feira, dia 11, o médico Dr. José Alencar, que é regulador e intervencionista do SAMU/Patos, relatou a reportagem que o caso é bem mais grave em decorrência dos trotes e até de ocorrências com suspeito em potencial de COVID – 19 que se recusam a ir até o Hospital Regional de Patos após o atendimento da equipe do SAMU.

O SAMU/Patos está colocando duas equipes especiais para fazer o atendimento aos casos suspeitos de COVID – 19. Ocorre que os socorristas têm uma preparação de segurança e de roupas paramentadas, mas, depois de todo o trabalho para seguir até o local, muitos são trotes e acabam desperdiçando tempo e recursos públicos consideráveis.

Em outros casos, a equipe chega até o local, confirma o caso suspeito em potencial para o COVID – 19, no entanto, o paciente se recusa a ir até o Hospital Regional de Patos que é referência para atendimento. Ocorre que a equipe usa roupas especiais que são descartadas a cada ocorrência e isso gera mais desperdício de recursos públicos.

Mesmo numa situação tão dramática, que envolve uma pandemia mundial, em que vidas são perdidas e profissionais de saúde estão trabalhando no limite da força física e emocional, alguns fazem ligações telefônicas para o 192 mentindo sobre urgências. Desta forma, deslocam equipes que deveriam estar salvando vidas.

Trote é crime! Não se tratar diante de suspeita de COVID – 19 também é crime e coloca várias vidas em risco!


Jozivan Antero – Patosonline.com




Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal Patosonline.com não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2020 se encerrarem.