Sales Junior comenta suposta denúncia de improbidade administrativa durante sua gestão na presidência da Câmara de Patos. Ouça



Após ser notificado pela 4ª Vara Cívil da comarca de Patos, o vereador Sales Junior, (PRB), concedeu entrevista após a sessão ordinária desta quinta-feira, na Câmara Municipal de Patos, sobre uma ação civil de improbidade administrativa, envolvendo a sua gestão enquanto presidente da casa Juvenal Lúcio de Sousa.

Segundo o vereador, a denúncia não tem sustentação, uma vez que o Ministério Público não tem competência para julgar os supostos atos de improbidade administrativa praticadas em sua gestão.

A ação civil envolve além de Sales Junior, o contador Jadson Gablo da Silva e a sua esposa Nahara de Medeiros Cabral, suspeitos da prática de fraudes em em licitação e contratação irregular no poder legislativo patoense.

De acordo com o Ministério Público Estadual, o então presidente da camara teria contratado de forma fraudulenta a empresa pertencente a Nahara de Medeiros Cabral, para prestar serviços de assessoria em licitação para a própria Câmara, quando Jadson Gablo era assessor direto de Sales Júnior e a contratação da empresa de sua esposa teria ocorrido por meio de manobras fraudulentas, que privilegiaram a transação em desrespeito à legislação vigente.

Em entrevista concedida ao repórter Carlos Daniel, da Rádio Espinharas 97,9 FM, Sales Junior confirmou que estará protocolando a sua defesa nos próximos dias, e irá apresentar a documentação necessária solicitada pelo poder judiciário. Ouça as palavras do vereador Sales Junior;

Patosonline.com

Vereador Sales Junior. Áudio de Carlos Daniel




Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal Patosonline.com não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2020 se encerrarem.