Politica

Ricardo Coutinho recebe apóio do PT de Piancó

O Partido dos Trabalhadores em Piancó decidiu na tarde deste domingo (7) romper com o governador José Maranhão (PMDB) e anunciar o apoio à candidatura do prefeito pessoense Ricardo Coutinho (PSB) ao Governo da Paraíba em 2010, seguindo tendência do deputado federal Luiz Couto (presidente estadual do partido) e aumentando o clima de desarmonia existente na legenda.


presidente municipal do partido, vereador Pádua Leite, diz que o vice-governador Luciano Cartaxo (PT) não tem prestígio na administração estadual e denuncia que José Maranhão paralisou todas as obras públicas que tinham sido iniciadas pelo seu antecessor e que ainda impôs condições para as indicações dos cargos públicos locais. De acordo com o dirigente partidário, o PT de Piancó vai de “malas e cuias” para participar da candidatura de Ricardo Coutinho ao Governo, e diz que tal decisão foi tomada após a legenda avaliar o tratamento dispensando por Maranhão aos então aliados petistas.


Com relação aos cargos estaduais em Piancó, ele diz que o partido simplesmente não foi contemplado com nada. “O governador José Maranhão veio com uma proposta indecente e disse que só teria cargos estaduais na cidade quem se comprometesse a apoiar um dos três deputados estaduais indicados por ele: Gervásio Filho (PMDB), Trócolli Júnior (PMDB) ou Leonardo Gadelha (PSB). Como eu disse que por ser do PT eu só poderia apoiar um dos parlamentares petistas, ele não contemplou o PT com nenhum dos cargos existentes”, acusou.

 

Sobre as obras públicas existentes em Piancó, Pádua Leite diz que todas aquelas iniciadas pelo ex-governador Cássio Cunha Lima (PSDB) foram paralisadas depois que José Maranhão tomou posse no Estado. “Não concordamos com este tipo de represália, porque só quem sai perdendo é o município”, destaca, citando que os casos mais emblemáticos de obras paralisadas na cidade é o do estádio de futebol e o do auditório. Ainda mirando sua artilharia contra o governador peemedebista, Pádua Leite diz que já tentou marcar uma audiência com Maranhão ou com algum dos seus auxiliares para reivindicar os pleitos para a cidade, mas reclama da falta de diálogo e da inacessibilidade do Governo. “Não temos porque apoiar quem não tem consideração conosco”, desabafa.

 

Pádua fala também sobre o seu colega de partido, o vice-governador Luciano Cartaxo, que segundo ele “não tem nenhum prestígio e não resolve nada dentro da administração estadual”. Para ele, Maranhão escanteia descaradamente o PT dentro do novo governo. "O único alento que temos é saber que este será um governo de apenas um ano e meio", alfineta.

 

Blog do Ricardo Pereira – Conceição Paraíba  

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
close