Reunião do Chapão causa polêmica em Patos. Ouça a entrevista



O presidente do Diretório Municipal do Partido Verde (PV) em Patos, economista Madiel Conserva, estranhou a realização de uma reunião com alguns integrantes do Chapão no Coreto II, na tarde deste domingo (08), para discutir divulgações oficiais de notas do grupo político.


Procurado pelo jornalista Adilton Dias, da Rádio Panati, para comentar a reunião, o economista, que sempre respondia à imprensa pelas declarações do grupo, disse que não esteve presente e estranhou a realização dessa reunião no local que aconteceu, o que classificou como “um local que foge as características apropriadas para uma discussão política séria”.


A lista de presenças com 15 assinaturas apresentada pelo ex-candidato a vereador Gustavo Ramos, que se apresentou como coordenador do grupo e disse que qualquer nota oficial à imprensa seria repassada pela coordenação a partir deste domingo, não contém as assinaturas dos dois vereadores eleitos, bem como de presidentes de partidos, como é o caso do PV.


O grupo que integra os partidos PRP, PV e PDT em Patos, denominado de Chapão, foi formado com a finalidade de eleger um vereador nas eleições de 2008, porém elegeu dois: Peteca e Edmilson, ambos do PRP. As reuniões, como lembrou Madiel, sempre aconteceram no auditório do Sindicato Rural de Patos.


Madiel Conserva disse que vai tentar organizar uma reunião ainda esta semana com os membros do Chapão para discutir o fato deste domingo.


Confira a entrevista com Gustavo Ramos


Izaias Nóbrega e Adilton Dias