Locais

Responsável pela Zona Azul explica próximos passos até a cobrança do estacionamento; entenda como vai funcionar

ÓTICAS GUIMARÃES

A reportagem do Patosonline.com teve acesso a um áudio da rádio Espinharas, nessa terça-feira (26), em que o diretor de marketing da Rizzo Park, responsável pela Zona Azul de Patos, explica em detalhes como deverá ocorrer o período de readaptação da população com a cobrança em estacionamentos.

Segundo Flácio Mello, a Zona Azul será prejudicial aos funcionários das lojas do centro que antes ocupavam as vagas, mas que agora terão de estacionar seus veículos duas ou três quadras distantes do centro, o que ocorreu com frequência em outras cidades, segundo ele.

“Nós entendemos perfeitamente. Os que serão mais afetados pelo estacionamento rotativo são as pessoas que trabalham no centro. Eles sim serão afetados, pois terão de levar os seus veículos para uma área mais afastada ou pagar estacionamentos mensais para deixar o carro todo dia. Hoje ela pode ir ao centro e estacionar em qualquer lugar, mas os clientes não encontram vaga onde ele quer ir, às vezes tem que parar duas ou três quadras longe. Mas qual o problema de os funcionários que trabalham no centro deixarem seus veículos duas quadras mais distantes? Parar fora do estacionamento rotativo? É isso que vai acontecer. Patos não vai ser diferente”, afirmou o representante.

Para Flávio Mello, não há problema em tirar seu veículo e logo ocupar outra vaga, mas o objetivo é não permanecer na mesma vaga por tempo maior que o permitido, para, segundo ele, gerar democratização doa vaga.

“A questão da rotatividade está sendo discutida, mas o contrato prevê essa rotatividade para motos. O motorista pode até passar o carro para a vaga da frente, a questão é que ele precisa disponibilizar a vaga para outra pessoa usar também, isso se torna um espaço democratizado. Mesmo pagando, a pessoa vai ter que trocar de vaga a cada duas horas”, afirmou o diretor.

Ainda segundo Flávio Mello, uma campanha de educação e conscientização teve início para que a população entenda como tudo vai funcionar. As equipes estão sendo treinadas na rua e terá 30 dias de período educativo sem cobrança A cobrança só deverá começar a partir do dia 25 de novembro, segundo ele, durante 60 dias de forma educativa, apara então passar a valer de fato.

Patosonline.com

Áudio – Higo de Figueiredo (Rádio Espinharas FM, 97,9)

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios