Politica

Requerimento do vereador Jefferson Melquíades sobre STtrans deverá ir para justiça

ÓTICAS GUIMARÃES

A transparência pública que é garantida por lei está longe de ser disponibilizada na sua totalidade ao povo. O maior exemplo dessa dificuldade está se dando desde o requerimento do vereador Jefferson Melquíades – PMDB que solicita através de requerimento a folha de pagamento da Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos – STtrans da cidade de Patos.

O vereador chegou a usar a tribuna nesta terça-feira, dia 28, para criticar a falta de transparência da atual gestão da STtrans. Há cerca de trinta dias foi solicitada a folha de pagamento pela Câmara de Vereadores a pedido do vereador da base aliada ao governo municipal, mas até o momento não obteve nenhuma resposta.

A provocação do pleito se deu pelo Sindicato Intermunicipal dos Agentes de Trânsito da Paraíba – SINATRAN-PB que denunciou salários incompatíveis e que causa revolta nos demais servidores públicos lotados no órgão. Segundo o SINTRAN-PB, existem agentes de trânsito recebendo salários 150% a mais no contracheque exercendo a mesma função que os demais e isso está revoltando a categoria.

O SINATRAN – PB também protocolou ofício solicitando transparência na folha de pagamentos dos servidores da autarquia, mas esse pedido também foi ignorado pela superintendência. Para Antônio Coelho, presidente do sindicato da categoria, essa atitude só reforça as suspeitas de que a superintendência continua ferindo o princípio da isonomia entres os servidores de mesma função.

“Todos os setores da prefeitura atendem os requerimentos dos vereadores, mas prevalece uma falta de respeito do atual superintendente da STTRANS para com a Câmara de Vereadores de nosso município. Será necessário acionar o Ministério Público. Defendo e acredito que os colegas vereadores também são a favor que todos os agentes de trânsito de mesma função tenham remuneração de mesmo valor” disse o vereador Jefferson.

A reportagem tentou contato com o superintendente da STtrans, Maurício Alves, mas não obteve êxito.

 

 

Jozivan Antero – Patosonline.com

 


 

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios