Relâmpago: Sessão da Câmara de Vereadores de Patos dura 13 minutos



A Câmara de Vereadores de Patos, Casa Juvenal Lúcio de Sousa, realizou na noite desta quinta-feira, dia 25, mais uma sessão ordinária, ou o que deveria ser. A sessão durou exatamente 13 minutos. O vereador Edileudo Lucena – PT presidiu a sessão relâmpago que votou 4 requerimentos da vereadora Maria Venâncio ‘Peteca’ – PRB e 1 do vereador Sales Júnior – PRB. Como nenhum vereador quis discutir projetos, requerimentos, problemas e reivindicações a sessão foi encerrada.

Nos últimos meses a Câmara Municipal de Patos vem de forma deliberada deixando de realizar discussões importantes para a sociedade. Mesmo com uma quantidade de projetos em atraso por parte dos poderes legislativo e executivo, os vereadores têm feito pouco caso desse fato.

O mais grave é que os vereadores não esclarecem a sociedade sobre o que ocasiona esse tipo de atitude de boicote às sessões. Esse comportamento está dando margens para que membros da imprensa patoense comentem que o fato está relacionado à desarmonia entre o poder legislativo e o executivo por falta de benesses aos parlamentares para votar projetos de interesse do executivo. Claro que tudo não passa de especulação.

Na ausência dos vereadores José Mota Victor – PMDB e Ivanes Lacerda – PSDB os demais vereadores não funcionam nas sessões. Quando os vereadores citados vão para a sessão é motivo de discussão a cada momento, na ausência dos mesmos é estagnação total.  

Em um momento em que os políticos estão cada vez mais desacreditados pelo povo, a Câmara Municipal de Patos contribui cada vez mais para desacreditar de vez os representantes da sociedade no parlamento mirin.

 

Jozivan Antero-patosonline.com