Locais

Quase três meses depois, homem segue desaparecido e família faz apelo por informações sobre seu paradeiro, em Patos

ÓTICAS GUIMARÃES

Na manhã desta quinta-feira, dia 10 de novembro, a redação do Patosonline.com voltou a receber o contato da senhora Maria Daguia, residente no bairro da Liberdade, aqui em Patos, falando sobre o desaparecimento do seu primo, Adriano de Melo, de 36 anos, que já completa quase três meses.

No último dia 26 de setembro, nosso portal já havia divulgado uma matéria relacionada ao desaparecimento do mesmo, porém, segundo Maria Daguia, de lá pra cá a família não recebeu nenhuma informação sobre o paradeiro de Adriano.

Adriano é natural de Pocinhos-PB, mas residia em Patos há cerca de dois anos. Ele foi visto pela última vez no último dia 23 de agosto, saindo de seu apartamento no bairro São Sebastião. Dias depois, a família foi informada de que ele estaria em um parque na cidade de Campina Grande, mas o fato não era verídico e se tratava de outra pessoa.

Maria Daguia conta que Adriano saiu de casa com a roupa do corpo e sem os documentos pessoais. Ela relatou que a família está angustiada com o desaparecimento.

“Eu queria fazer um apelo, se ele estiver em algum canto e não quiser dar notícias, mas ligue pelo menos pra minha mãe, porque ela tá muito aperreada, e pra filinha dele, que ele tem uma filinha pequena e nunca deixava de ligar pra ela, mas até hoje não deu notícias pra ela”, disse Maria Daguia.

Quem souber de alguma informação do paradeiro de Adriano, pode entrar em contato através do telefone (83) 99658-4816 (Maria Daguia).

Veja tambémFamília procura por homem que está desaparecido há cerca de um mês em Patos

Por Patosonline.com


Mostrar mais
Botão Voltar ao topo