PT ingressa com ação para impedir concurso em Piancó



O vereador Antônio de Pádua Leite, presidente do diretório municipal do PT de Piancó, ingressou nesta quinta-feira, 4, com ação junto ao Ministério Público Estadual, para impedir a realização de concurso público promovido pela prefeitura daquele município para preenchimento de 1.680 vagas por entender que o certame é “dirigido e repleto de irregularidades”.


“Esse concurso tem indícios de fraudes porque a prefeita  Flavia Serra Galdino tem que demitir 1.600 servidores até o dia 17 junho. E, agora, abre um concurso para 1.680 vagas, exigindo experiência dos candidatos para os cargos. Esse concurso é dirigido, porque visa legalizar as pessoas que trabalham na prefeitura de forma ilegal”, disse Pádua.


Segundo ele, “as pessoas que devem ser demitidas foram contratadas de forma irregular durante o ano eleitoral”. Além de ação junto ao Ministério Público, o vereador apresentou denúncia junto ao Tribunal de Contas do Estado.


Pádua disse que  na próxima semana deverá apresentar novas denúncias, desta feita junto ao Ministério Público Federal e à Controladoria Geral da União, em função do não cumprimento de vários convênios da prefeitura de Piancó com o Governo Federal, ale da paralisação de obras para as quais o governo já fez o repasse de verbas.   A reportagem tentou e não conseguiu manter contato por telefone com a prefeitura de Piancó na tarde desta quinta-feira.


Paraiba.com.br