Próximo a Patos: Fazenda Tamanduá terá projeto pioneiro na área de recuperação de animais



A Fazenda Tamanduá, em parceria com a UNIFIP, IBAMA e Polícia Ambiental, implantará na propriedade um Centro de Tratamento, Reabilitação e Soltura de animais, a fim de preservar as espécies capturadas e introduzidas naquela área de preservação.

Já há muitos anos, a fazenda tem se tornado referência no Nordeste para a soltura de animais dentro da RPPN (Reserva Particular de Patrimônio Natural) com cerca de 350 hectares.

Por esse motivo, o seu proprietário, Pierre Landolt, através do Instituto Fazenda Tamanduá, realizou estudos da fauna e da flora, no sentido que conhecer melhor o ambiente e, consequentemente, saber as variedades que podem ser introduzidas naquela área.

Preocupado com a preservação da vida, ele, em parceria com o Curso de Medicina Veterinária, implantado recentemente pela UNIFIP, em Patos, que resolveu ceder as dependências da fazenda para esse projeto, que será um dos primeiros adotados no Brasil em área de caatinga.

Dentro da fazenda será montada uma estrutura, onde os profissionais e alunos do curso, irão cuidar dos animais. Para os casos mais graves, eles serão tratados no Hospital Veterinário da Instituição, localizado em Patos.

O objetivo é que cada animal que seja levado para soltura ,na área preservada, passe por uma avaliação, tratamento e, em seguida, seja liberado sem sofrimento, como informa o coordenador do curso de Medicina Veterinária, Theones Diógenes Freitas. “Esse é um projeto pioneiro, não só à nível regional, como nacional, que vem contribuir de forma significativa para o nosso desenvolvimento do ponto de vista ambiental, em que você vai ter aqui, no sertão da Paraíba, um Centro de Reabilitação, Tratamento e Soltura de animais, que são capturados, muitas vezes, animais maltratados, que passa por algum tipo de agressão.”.

O superintende do IBAMA na Paraíba, Arthur Navarro, avaliou a parceria com a Fazenda Tamanduá: “A Fazenda Tamanduá é um importante parceiro , para nós do IBAMA e também para o meio ambiente; uma parceria que já vem há vários anos em um importante local, onde os animais há vários anos, os animais capturados e resgatados pelo IBAMA, são devolvidos à natureza, naquele bioma que é natural da sua espécie, que é uma área cadastrada e registrada pelo IBAMA, aqui no bioma da caatinga, então é uma parceria de suma importância para o meio ambiente, para a fauna, em que o IBAMA conta com esse parceiro, que possui uma responsabilidade, um compromisso com a sustentabilidade e com o equilíbrio ecológico, para devolver à natureza, esses animais que foram capturados ou resgatados.

O projeto também contará com uma parte pedagógica e pretende, a cada período de soltura, reunir crianças e adolescentes para que acompanhem o processo de valorização dos animais e conheçam de perto o meio ambiente em que vivem.

Marcelo Negreiros – Blog do Negreiros1