Protetores relatam crescimento de problemas de saúde dos animais de rua da cidade de Patos



Na Rua Enaldo Torres, perto do Restaurante Fogo e Brasa, Bairro Liberdade, Patos, um cachorro agoniza em um terreno baldio. O animal foi diagnosticado com cinomose, doença grave que causa diarreia, vomito, apatia, febre, secreções nasais, perda de apetite e até convulsões. Esse é um dos vários cães que agonizam pelas ruas da cidade de Patos.

Rita de Cássia Araújo, da Organização Não-Governamental Adota Patos, disse que a situação só se agrava. Ela está acompanhando a situação do animal na Rua Enaldo Torres e relatou descaso das autoridades públicas, pois a Prefeitura Municipal de Patos não tem dado a devida atenção aos casos mais graves. “Além desse problema, estamos sem atendimento por parte do Hospital Veterinário da Universidade Federal de Campina Grande. É uma tristeza grande isso. A prefeitura deveria colocar um dos seus veterinários do quadro para dar mais apoio aos protetores de animais”, desabafou indignada Rita de Cássia.

Benigna Dantas, também da ONG Adota Patos, confirma que os casos de animais de rua doentes crescem a cada dia e que o número de pessoas procurando a ONG também disparou. “Só hoje recebi cinco pedidos de ajuda para os animais, principalmente cães. É muito difícil para nós…”, comenta Benigna.

Em quase todos os bairros da cidade existem relatos de grande quantidade de animais de rua, principalmente cães. São animais sadios e alguns doentes sem tratamento algum.

Rita de Cássia deixou o número do telefone para que se algum médico veterinário puder ajudar no caso do cachorro da Rua Enaldo Torres que entre em contato pelo (83) 9 9695 6223.

Patosonline.com






Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal Patosonline.com não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2020 se encerrarem.