Projeto de Lei do poder executivo eleva contribuição de repasse dos servidores municipais de 11 para 14% ao PatosPREV



O prefeito interino do Município de Patos, Dr. Ivanes Lacerda, enviou à Câmara Municipal dos Vereadores, o Projeto de Lei que eleva a contribuição previdenciária dos servidores públicos municipais para 14% dos seus vencimentos para o Instituto de Seguridade Social do Município de Patos (PatosPREV).

De acordo com o projeto de Lei, aposentados, pensionista e servidores da ativa do Município de Patos devem começar a pagar a nova alíquota que segue a legislação nacional que elevou a contribuição previdenciária após a reforma da previdência aprovada no Congresso Nacional e sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro.

Os vereadores devem se debruçar sobre o Projeto de Lei e aprovar ou não. Nesta quinta-feira, dia 04, a foto do documento já circulava em grupos de WhatsApp de servidores trazendo vários questionamentos e também revolta, pois, atualmente, os servidores pagam 11%.

Diretores do Sindicato dos Funcionários Públicos Municipais de Patos e Região (SINFEMP) estão discutindo com a assessoria jurídica uma proposta para sugerir tabela diferenciada de alíquotas. A proposta deve ser apresentada ao prefeito interino de Patos e ao prefeito de Santa Luzia, pois existem propostas semelhantes do poder executivo nestas cidades. “A maldade de Bolsonaro está sendo copiada aqui”, comentou Carminha Soares, pres. do SINFEMP.

Ivanes Lacerda, prefeito interino de Patos, disse que o Projeto de Lei segue a Lei Federal que está em vigor. Ivanes relatou que a contribuição dos servidores é para sua própria previdência para garantir sua viabilidade econômica.


Jozivan Antero – Patosonline.com