Profissionais da saúde contratados para atuar no COVID – 19 estão sem receber salários no Hospital Regional de Patos



Desde o dia 1º de maio, data bastante sugestiva por se tratar do Dia Internacional do Trabalhador, o Governo do Estado da Paraíba, através da Secretaria de Estado da Saúde (SES), fez contratações temporárias de profissionais da saúde para atuar diretamente nas áreas destinadas aos pacientes acometidos pelo novo coronavírus, COVID – 19, nos hospitais.

Cerca de 120 profissionais estão na área COVID – 19 no Hospital Regional de Patos. Todos os trabalhadores deveriam ter recebido seus salários até o 5º dia útil do mês seguinte da contratação, porém, alguns ainda aguardam tal pagamento que, inclusive, nesta quarta-feira, dia 10, não obtiveram respostas para saber do recebimento para o trabalho realizado.

Alguns destes profissionais moram em outras cidades e tiveram que se deslocar para Patos. Gastos com passagens, desgastes físicos, emocionais, contas feitas esperando receber no dia agendado pela SES, que prometeu até pagar dentro do mês trabalhado, no entanto, a frustração tem sido grande por parte de alguns destes trabalhadores da saúde contratados emergencialmente.

De acordo com relatos, alguns profissionais da saúde estão passando dificuldades e outros pensam em entregar escalas por insegurança do recebimento do salário. “A gente se organizou esperando o salário e nada. Dá uma revolta! Estamos na linha de frente e deviam dar atenção também para nós”, relatou um profissional que não quis se identificar temendo represália.

A reportagem fez contato com o setor de finanças da Secretaria de Estado da Saúde. A informação é de que ocorreram problemas nos dados repassadas por alguns contratados e as divergências em números de contas bancárias acarretaram os atrasos.

A assessoria de comunicação do Complexo Hospitalar Regional disse que existem 113 profissionais de saúde contratados na área COVID – 19 e destes, apenas 19 tiveram problemas nas informações repassadas e ainda não receberam salários. A assessoria ainda fez saber que na próxima semana de junho, as pendências serão resolvidas e os 19 trabalhadores irão receber seus salários.


Jozivan Antero – Patosonline.com
Editado às 14h18.