Politica

Professor e funcionário público presos pela PF em CG estavam com lista de nº de títulos

ÓTICAS GUIMARÃES

Os dois homens presos pela Polícia Federal nesta terça-feira (26) por volta das 10h30 da manhã em Campina Grande sob suspeita de crime eleitoral estavam com uma lista contendo vários números de títulos eleitorais, além de material de campanha de uma Coligação cujo nome não foi divulgado. A informação foi dada pela PF em entrevista coletiva que aconteceu no fim da tarde de hoje.


De acordo com informações da repórter Lígia Coeli, em Campina Grande, foram divulgadas apenas as iniciais dos dois homens detidos: o professor T.J.A.V. e o funcionário público E.S.B.

Conforme a PF, eles foram presos em flagrante dentro de um matagal no Bairro do Monte Santo. Os dois estavam num veículo Gol de cor prata. Os dois teriam tentado subornar os policiais que efetuaram a prisão.

A PF informou, ainda, que as investigações vão ocorrer em sigilo e o nome da coligação envolvida no caso só será divulgado após a comprovação de crime eleitoral.

Os dois presos foram encaminhados ao presídio do Monte Santo.

Correio da Paraíba

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios