Locais

Procon/Patos averigua denúncia em panificadora/lanchonete e Vigilância Sanitária esclarece sobre fiscalizações

ÓTICAS GUIMARÃES

A Secretaria de Defesa do Consumidor de Patos- PROCON recebeu, nesta terça-feira, 25, uma denúncia de uma consumidora referente a um alimento que ela adquiriu em um estabelecimento na cidade e que o mesmo se encontrava estragado. 

Sendo assim, diante da denúncia, o órgão foi até a panificadora/lanchonete averiguar a veracidade dos fatos narrados, tendo em vista a realização de uma busca no interior do estabelecimento. De acordo com o secretário do Procon/Patos, Ítalo Torres, a busca foi realizada no estoque e em todos os produtos que estavam expostos para a venda.

“Nós apreendemos, além de produtos acondicionados de forma irregular, produtos com aparência de estragados, sendo apreendidos mais de 16 kg de massa para salgados de procedência duvidosa, visto que não havia qualquer informação de fabricante, data de fabricação ou mesmo validade”, apontou Ítalo Torres.

Outras medidas foram tomadas pela Vigilância Sanitária.

A coordenadora da Vigilância Sanitária Municipal, Tatiana Lima, informou que o órgão realiza fiscalizações rotineiras nos estabelecimentos que comercializam alimentos como panificadoras, lanchonetes e restaurantes.

“Nós observamos a manipulação de alimentos como é realizada, a conservação, como os itens são guardados, a exemplo de carnes, verduras, frutas, e como são acondicionados nos freezers”, detalha. 

Em caso de denúncia a respeito de alguma situação supostamente irregular no tocante a produtos alimentícios, a coordenadora Tatiana Lima recomenda que entrem em contato pelo e-mail: [email protected], para que a denúncia seja oficializada.

Se o órgão constatar a denúncia, consequentemente notificará o estabelecimento, dentre outras ações cabíveis, conforme garante Tatiana Lima.

Ítalo Torres: Procon
Tatiana Lima: Vigilância Sanitária

Veja também – Jornalista registra queixa contra estabelecimento comercial de Patos após encontrar larvas dentro de comida

Por Coordecom


Mostrar mais
Botão Voltar ao topo