Procon de Patos orienta consumidor na greve dos Correios



Mais de 36 milhões de correspondências permanecem paradas nas agências dos Correios de todo o país por causa da greve dos funcionários da estatal, iniciada no dia 1º de julho. A reunião de conciliação entre a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos e seus colaboradores, realizada ontem, terminou sem acordo, ou seja, a paralisação deve continuar por mais alguns dias.


 


Mediante essa situação, os consumidores devem ficar atentos com um ocasional atraso na entrega de faturas de bens e serviços. O consumidor não pode ser prejudicado pela greve dos Correios com uma eventual multa na fatura a ser paga.


 


Segundo o dirigente do Procon em Patos Vital Henrique, o devedor deve entrar em contato com a empresa fornecedora para encontrar um meio alternativo para efetuar o pagamento. Segundo ele, o consumidor deve entrar em contato com a empresa fornecedora do bem ou serviço para encontrar uma forma de efetuar o pagamento.


 


Vital declarou que o credor deve disponibilizar meios para que o consumidor pague sua dívida, já que é a parte mais interessada na situação. O fornecedor deve disponibilizar um número de conta para que seja efetuado um depósito, enviar a fatura por fax ou e-mail, contratar um serviço de motoboy para entregar a fatura ou fornecer algum link de internet onde o pagamento possa ser feito.


 


Aos consumidores que procurem o Procon, caso o fornecedor queira cobrar uma multa referente ao pagamento atrasado por causa da não entrega da correspondência. O órgão irá intermediar o caso e resolver a situação.


 


Aqui em Patos, o Procon municipal colocou a disposição da população o telefone 3421 3629, onde o consumidor pode tirar suas dúvidas no horário das 08h00 às 14h00m.


 


Confira a reportagem…