Prisão de pescadores revolta população de Patos



 

A prisão de três pescadores, ocorrida na noite de ontem (quarta-feira), em um açude localizado no Sítio Urtiga, zona rural de Santa Terezinha Paraíba, de propriedade do médico Afonso Gayoso, revoltou a população de Patos.

 

Foram presos na ação policial, Francisco da Costa Filho, (Dito), 32 anos, natural de Campina Grande; Suélio Vitorino dos Santos, 34 anos, natural de Patos e Severino Pereira de Oliveira, também natural de Patos.

 

Segundo informações da polícia, moradores da propriedade ligaram para a polícia avisando da invasão da propriedade pelos pescadores. Os policiais estiveram presentes ao açude, efetuaram a prisão dos três homens e apreenderam o material de pesca, tais como, redes, tarrafas, anzóis, entre outros, além de certa quantidade de peixes que tinha sido pescada.  

 

Os homens foram conduzidos até a delegacia de polícia de Patos, autuados, e segundo o repórter Fábio Diniz (rádio 102 FM), desceram para o presídio de Patos.

 

O fato dos três terem sido levados para o presídio de Patos, causou revolta na população. Logo que a reportagem foi ar, em uma das rádios de Patos, os telefones da emissora não pararam de tocar. Eram pessoas reclamando do foto.

 

Os ouvintes diziam que: “Como os três eram pessoas simples, do povo, que estavam tentando pegar um peixe para comer, foram presos, porém, muitos roubavam quantias altas e não eram punidos”.

 

Redação do patosonline