Princípio de rebelião: Presos tentam matar outro na cadeia de Catolé do Rocha



Três detentos que cumprem pena no Presídio Estadual da cidade de Catolé do Rocha (foto) provocaram um tumulto na manhã deste sábado (31), sendo necessária a intervenção de agentes penitenciários, evitando que outro fosse assassinado pelo trio.

Conforme informações repassadas pela PM, a confusão teve início às 7h45 da manhã, quando durante a visita de familiares, os acusados Fábio Márcio Rodrigues; Alan Geilson de Oliveira Gomes; Antonio Claudivan de Matias e Erinaldo Bezerra Leite, vulgo “Paulista”, armados de instrumentos perfurantes, feitos artesanalmente de escovas dentais, e de pedaços de ferro retirados da cama da cela, tentaram assassinar outro detento até o momento não identificado.

Ainda segundo a polícia militar, os presidiários foram contidos pelos agentes de disciplina, que efetuaram alguns disparos de arma de fogo conseguindo que eles retornassem ao interior das celas, momento em o comandante da guarda do presídio acionou o COPOM do 12º batalhão, que de imediato enviou duas guarnições para o presídio para conter o principio de rebelião.

O Comandnate do batalhão, Major Cunha, entrou em contato com a Juíza das Execuções Penais de Catolé, comunicando-lhe da operação de segurança que iria realizar no interior do presídio, sendo que a Magistrada determinou que todos os líderes da rebelião fossem postos nas celas de isolamento.

Durante a operação de segurança foram encontradas duas facas feitas de escova dental, além de uma barra de ferro.

Rádio Liberdade