Gerais

Primeira Infância: Maternidade Peregrino Filho realiza registro de primeira recém-nascida em cartório interno

O processo é ágil e facilita para os genitores o acesso a este serviço no período em que mãe e criança ainda se encontram internadas na unidade

ÓTICAS GUIMARÃES

A certidão de nascimento é o primeiro documento da vida. É ela que garante a cidadania do recém-nascido e assim, o bebê passa a ter acesso aos benefícios sociais. Recentemente o Governo do Estado em parceria com a Prefeitura de Patos e o Poder Judiciário implantou uma unidade do cartório de registro civil, na Maternidade Dr. Peregrino Filho.

Nesta terça-feira, 26, o cartório interno da Maternidade Dr. Peregrino Filho realizou o seu primeiro registro. Os pais da pequena A.M.F efetuaram o registro da pequena, 48 horas de vida, exatamente às 11h03, e já se encontra em seu lar devidamente documentada. 

Para a diretora da Maternidade, Séfora Cândida, a implantação do cartório na unidade hospitalar é de extrema importância, pois dar uma maior comodidade e facilita para as famílias que são atendidas realizarem o registro de nascimento de seus filhos e garantirem a sua cidadania.

A ativação do cartório de registro civil na Maternidade Dr. Peregrino Filho está dentro das ações do Programa de Atenção à Primeira Infância – PAI, e tem como finalidade  assegurar a cidadania e garantir os direitos fundamentais com a emissão da Certidão de Nascimento das crianças que nascem no local.

O processo é ágil e facilita para os genitores o acesso a este serviço no período em que mãe e criança ainda se encontram internadas na unidade. Para a emissão da certidão de nascimento é necessário que os genitores apresentem a Declaração de Nascido Vivo (DNV); documento oficial de identificação dos genitores, tais como: RG, CPF, e certidão de casamento. O documento é entregue imediatamente.

Coordecom


Mostrar mais
Botão Voltar ao topo