Presidente do TRE-SE sofre atentado em Aracaju



Desespero e confusão marcaram a manhã desta quarta-feira, 18, após a tentativa de homicídio contra o desembargador Luiz Mendonça, presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), na Avenida Beira Mar, em Aracajufrente a rótula do shopping Riomar, próximo a ponte. Ele foi atingido por estilhaços de bala, enquanto o motorista dele, que é cabo da Polícia Militar, identificado como Jailton, conhecido como ‘Batatinha’, foi atingido com vários tiros, inclusive na cabeça.

A informação é que quatro homens encapuzados em um carro modelo Honda City chegaram atirando pelo fundo do carro do desembargador, o veículo Fiat Linea, de placa oficial PJ-07. Foram disparados mais de 30 tiros de escopeta e pistola. O desembargador ferido foi encaminhado para um hospital particular em outro veículo. Já o motorista permaneceu no local aguardando socorro.

O Serviço Móvel de Atendimento de Urgência (Samu) foi acionado e demorou a chegar no local. Enquanto isso os policiais não sabiam o que fazer com o motorista, que agonizava na pista. O trânsito ficou incontrolável. Depois de muito tempo de espera, as pessoas que se aglomeravam no alertaram aos policiais que o homem poderia morrer ali. Por isso os PMs resolveram colocar o motorista em uma viatura e encaminharam para o Hospital de Urgência de Sergipe (Huse).

Inicialmente, a informação que havia chegado ao Portal Infonet era de que o motorista havia morrido, isto porque policiais que estavam no Hospital São Lucas, para onde o desembargador foi levado, tinham passado tal informação ao repórter. No entanto, a assessoria de comunicação do Huse informou há pouco que Jailton Pereira, o motorista do desembargador Luiz Mendonça, está internado na ala vermelha da unidade. Ele será submetido a uma tomografia para avaliar a extensão do ferimento. O estado de saúde do paciente de 41 anos é considerado gravíssimo. Na tarde desta quarta será emitido um boletim médico com o estado de saúde de Jailto.

A informação é que os bandidos abandonaram o carro utilizado no crime na Rua José Ednaldo Santos no fundo do Banco do Brasil, no bairro Jardins. O carro foi completamente queimado.

O Estadão