Presidente do Conselho Municipal de Saúde afirma que Patos perdeu recursos federais por não repassar informações ao Ministério da Saúde



O presidente do Conselho Municipal de Saúde de Patos, Claudemir Bento, detalhou no jornal Notícias da Manhã, da Rádio Espinharas FM de Patos, a classificação negativa da cidade de Patos no programa Previne Brasil.

De acordo com Claudemir, a avaliação negativa de Patos se deu pela ausência de informações nos seis meses após a retirada dos equipamentos das unidades de saúde, infringindo a portaria 2979/2019, que disciplina o novo financiamento da atenção básica no Brasil.

“O Ministério da Saúde fez uma avaliação de todos os municípios e constatou que havia alguns municípios com conceitos positivos e outros negativos, e infelizmente Patos estava negativo”, disse Claudemir.

Segundo ele, a portaria 173 do Ministério da Saúde estabeleceu um prazo para os municípios negativos, no caso de Patos, com base no mês de maio de 2019, que estabeleceu recursos no valor de R$ 851 mil reais para todo o ano de 2020.

Claudemir também citou a contratação de uma empresa que posteriormente deixou de prestar serviço ao município, como fator fundamental para a ausência de indicadores ao Governo Federal e acredita que a partir de janeiro de 2021, os recursos começarão a ser regularizados.

Por Genival Junior – Patosonline.com

Áudio de Misael Nóbrega – Rádio Espinharas