Brasil

Presidente da AstraZeneca prevê iniciar vacinação no Brasil em fevereiro

O presidente da farmacêutica AstraZeneca, Pascal Soriot, afirmou nesta sexta-feira (18) que a companhia está trabalhando em parceria com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para conseguir aprovação de seu imunizante contra a Covid-19, desenvolvido em parceria com a Universidade de Oxford, o quanto antes no Brasil.

Segundo previsões do executivo, a aprovação deve acontecer em janeiro de 2021, e o início da aplicação, a partir de fevereiro do próximo ano, a depender da capacidade de produção da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

O presidente da farmacêutica AstraZeneca, Pascal Soriot, afirmou nesta sexta-feira (18) que a companhia está trabalhando em parceria com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para conseguir aprovação de seu imunizante contra a Covid-19, desenvolvido em parceria com a Universidade de Oxford, o quanto antes no Brasil.

Segundo previsões do executivo, a aprovação deve acontecer em janeiro de 2021, e o início da aplicação, a partir de fevereiro do próximo ano, a depender da capacidade de produção da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

(CNN Brasil Com informações de Pedro Caramuru, do Estadão Conteúdo)

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
close