Prefeito do Sertão fica inelegível até 2010




O prefeito de São José de Piranhas, no Sertão paraibano, Joaquim Lacerda Neto (Dem), que concorria a reeleição, teve o registro da sua candidatura cassado pelo Tribunbal Regional Eleitoral (TRE) na tarde desta segunda-feira (8).


Por 5 votos a favor da cassação do registro contra um do juiz Francisco Sarmento, o TRE entendeu que Joaquim Lacerda cometeu crime de improbidade administrativa quanto ao emprego de recursos destinados para educação e que teriam sido desviado para outras áreas.


Consta ainda contra Joaquim Lacerda a rejeição da prestação de contas junto ao Tribunal de Contas da União (TCU) que só teriam sido apresentadas nove anos após o prazo fixado em lei.


Joaquim Lacerda, além do registro de sua candidatura, teve também cassados, por cinco anos, os seus direitos políticos, ficando inelegível até 2013.


O processo contra Joaquim Lacerda é um dos incluidos na maratona de julgamentos de processos sobre recursos contra e a favor do registro de candidatos a prefeito, a vice e a vereador de diversos municípios do Estado, iniciada no começo da tarde pelo TRE.



Patrícia Braz, com informações do repórter Anderson Soares, da Correio Sat