Policial

Prefeito de Sousa é acusado de agredir estudante; caso está na Polícia

O prefeito do município de Sousa, Fábio Tyrone Braga de Oliveira (PTB), é acusado de agredir o estudante Ramon Ramalho Lins, de 21 anos, no último sábado. A polícia estava seguindo o carro do prefeito porque havia denúncia de que ele estava entregando brindes em período eleitoral. Mas o prefeito se irritou com a presença policial.

Segundo dados do Boletim de Ocorrência, na noite de sábado (30) a polícia foi chamada até o bairro Jardim Santana, em Sousa, pelo sargento Marcelo porque o prefeito teria dito que estava ofendido com a abordagem da polícia. Várias pessoas se aglomeraram para saber o que estava acontecendo. Ao chegar ao local, a polícia orientou o prefeito a ir para casa. No Termo de Declaração, Ramon Ramalho Lins conta que, quando o prefeito se preparava para sair, a população vaiou o parlamentar e um dos populares gritou “Vai seboso”.

Nesse momento o motorista do prefeito saiu do carro, se aproximou de Ramon Ramalho Lins e perguntou quem foi o autor do insulto. O prefeito também saiu do veículo e deu um soco no estudante, mas foi contido por algumas das pessoas que o acompanhavam. Depois disso, o prefeito foi embora com a liberação de um dos policiais.

Ramon Ramalho Lins alega que estava próximo a um açougue apenas observando o prefeito, que estava exaltado e não permitia que os policiais revistassem o carro dele.

Por estar na véspera da eleição, Tyrone de Oliveira não pôde ser preso pela contravenção penal, mas o fato foi registrado para futuras averiguações e providências cabíveis. O prefeito foi procurado para falar sobre o assunto, mas não quis se pronunciar .  

MAISPB – com informações de Levi Dantas, em Sousa

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
close