Prefeito de Patos criará novas secretarias



Numa reunião realizada, ontem à noite (01), às 19h, na sala de reuniões da secretaria de saúde da prefeitura de Patos, com todos os secretários de governo, o prefeito Nabor Wanderley (PMDB) anunciou a criação de quatro secretarias executivas e confirmou a extinção de alguns cargos de adjuntos, que já não vinham atuando nesta gestão.

“Vou manter apenas alguns adjuntos que vinham trabalhando, mas adianto que vão ser criadas as secretarias executivas do orçamento participativo, da cultura, do esporte e da juventude, para melhorar o desempenho desses setores dando mais autonomia e condições de trabalho para que a população possa ser mais bem assistida”, justificou o prefeito.

Nabor Wanderley aproveitou o encontro para fazer uma avaliação do governo municipal, o qual considerou positivo, mesmo diante da crise financeira que atinge as prefeituras do país com as constantes quedas nos repasses do FPM, e mostrou os dados que apontavam os índices de aprovação.

“Estamos conseguindo honrar os nossos compromissos e manter a folha de pessoal em dia; temos que continuar controlando as verbas de custeio para não perdemos o controle financeiro e assim sobrar dinheiro para investirmos em mais obras e serviços é por isso que as pessoas continuam confiando em nosso governo”, contou.

O prefeito Nabor Wanderley discutiu ainda o calendário de inauguração de obras que serão entregues a população na semana do aniversário da cidade e prometeu que o anuncio será feito através de uma entrevista coletiva na imprensa, marcada para a próxima segunda-feira, às 10h da manhã, em seu gabinete, no paço municipal.

 Uma das preocupações do prefeito Nabor Wanderley, durante a reunião, foi quanto à reativação de programas da secretaria de ação social que foram paralisados por falta de recursos. “Vamos reativar alguns serviços como, por exemplo, as escolas profissionalizantes para que elas possam voltar a capacitar as pessoas e assim ajudar na geração de emprego e conseqüentemente de renda para as famílias”, finalizou.

Assessoria