Prefeita de Pombal critica governador



A prefeita Pollyanna Feitosa (PT), de Pombal, voltou a criticar duramente o Governo Maranhão III por conta do desrespeito em relação à municipalização da saúde e às manobras para esvaziar de recursos o Hospital Distrital da cidade, senador Ruy Carneiro. Pollyana denuncia que o atual governo estadual está fazendo agora, por conveniências políticas, o caminho contrário ao adotado em 2002: tenta "desmunicipalizar" o setor no município.

Segundo Pollyanna Feitosa, está sendo preparada uma ampla mobilização para denunciar o Maranhão III por um "cruel processo de perseguição à cidade", desrespeitando um contrato firmado com o SUS, que garante gestão plena da saúde em Pombal. O Hospital Senador Ruy Carneiro vem, desde que o governador José Maranhão assumiu o Palácio da Redenção, sofrendo uma "sangria" de recursos.

A formalização da decisão do Estado de não reconhecer a gestão plena da saúde em Pombal chegou a ser publicada no Diário Oficial do Estado, segundo a prefeita, mas não houve qualquer comunicação prévia à Prefeitura, embora a secretaria de Saúde municipal tenha tentado inúmeros contatos nesse sentido com o titular da pasta estadual, José Maria de França.

Pollyanna Feitosa promete ir a todas as instâncias do Ministério da Saúde para denunciar e reformular a decisão do Governo do Estado. Caso não surta efeito, a prefeita vai recorrer à justiça para manter a municipalização.


 


PBagora