Postagem em rede social causa atrito entre Deputado Nabor Wanderley e prefeito Dinaldinho. Veja a postagem e a Nota do prefeito



Uma postagem feita pelo ex prefeito de Patos, atual deputado estadual Nabor Wanderley (PMDB), vem causando grande repercussão em Patos. Em sua conta pessoa no facebook, o deputado criticou o prefeito de Patos por cobrar taxas de ambulantes, e de supostamente querer acabar com o Terreiro do Forró.

Nabor ainda acusou o prefeito de Patos de fazer acordos com empresário, mas cobrar taxas de pequenos comerciantes que esperam o ano inteiro por esse momento para conseguir sua renda extra.

 

Veja a publicação:

 

 

""

 

Na tarde desta quarta-feira, dia 31 de maio, o chefe do Executivo Patoense distribuiu uma Nota rebatendo as declarações e tecendo  críticas ferrenhas ao seu adversário político.

 

Veja a Nota:     

 

O prefeito de Patos, Dinaldinho Wanderley (PSDB), usou as redes sociais para rebater veementemente as insinuações feitas pelo deputado Nabor Wanderley (PMDB) dizendo que o tucano estava “beneficiando grandes empresários”; e “cobrando taxas dos pequenos barraqueiros, que esperam o ano todo para ganhar os sustentos de suas famílias, durante o São João".

Segundo o prefeito Dinaldinho as declarações do deputado peemedebista, em seu programa de rádio, causaram-lhe perplexidade, justamente, porque a cobrança em questão é de autoria do próprio Nabor Wanderley, quando ele ainda era prefeito de Patos.

“Eu estou em Brasília trabalhando, contudo não poderia deixar desmenti-lo, e como ex-deputado estadual alertar a ele sobre o decoro parlamentar. Pasmem, é de autoria do deputado Nabor, quando prefeito de Patos, a cobrança dos barraqueiros e ambulantes, conforme a Lei 3.541/2006 sancionada por ele”, rebateu.

Dinaldinho explicou que recebeu a prefeitura de Patos, este ano, com um rombo de quase R$ 6 milhões da Cagepa; R$ 5 milhões em INSS não pagos; e precatórios na ordem de R$ 7 milhões de reais; e que foi nas gestões do PMDB de Patos que desapareceram de uma das contas da Funasa mais de R$ 500 mil reais.

“Como se não bastassem tudo isso, sumiram da contabilidade da prefeitura, durante a administração caótica do PMDB, sem explicação nenhuma, quase R$ 2 milhões de reais do Patos/Prev; e, hoje, o Instituto amarga um déficit de quase R$ 120 mil reais”, denunciou o atual prefeito.

Dinaldinho aproveitou também para alfinetar Nabor Wanderley, dizendo que o deputado está tentando desestruturar a gestão atual com declarações infundadas, principalmente, quanto ao São João de Patos que depois de 12 anos, está sendo devolvido ao povo e gerido com responsabilidade e sem politicagem, pois crime é renunciar receita.

“Estamos fazendo as coisas certas. Nunca houve uma programação tão eclética e que privilegiasse todos os públicos. Deixe-me organizar a bagunça feita por vocês, a prefeitura e o povo não aguenta mais uma eleição que não se finda. Já bastam os males causados a nossa cidade, que começa a dar sinais de que vai se recuperar”, finalizou o prefeito Dinaldinho Wanderley.

 

 

Patosonline.com