Possível acordo entre Cássio Cunha Lima e Ricardo Coutinho coloca PP em rota de colisão em 2012



Um detalhe tem passado despercebido neste jogo da sucessão estadual. O que Cássio pediu a Ricardo Coutinho em troca do seu apoio? Há informações de que a Mix estaria se preparando para fazer a campanha do candidato do PSB e que outras empresas e figurinhas carimbadas ligadas aos Cunha Lima estariam sendo contactados para prestar serviços a Prefeitura de João Pessoa.

No entanto, o que tem criado um imbróglio é um possível pacto firmado entre o PSDB e o PSB para sucessão municipal em Campina Grande, especulação que tem deixado partidos como o PP de orelha em pé, pois trabalha o nome da vereadora Daniella Ribeiro como candidata natural a prefeita da cidade.

A filiação ao PSB da vereadora Ivonete Ludgério, esposa do deputado Manoel Ludgério, candidatíssimo a prefeito, oferece pistas.

O discurso apaixonado de Romero Rodrigues, outro prefeitável, em defesa da candidatura de Ricardo Coutinho é mais do que bandeiroso, é uma confirmação da tese.

Há inclusive quem diga que o próprio Cássio poderá ser o candidato a prefeito em 2012, principalmente se o TSE entender que ele está inelegível para disputar o Senado em 2010.

É como disse o deputado federal Luís Couto esta semana. Ninguém tem lugar assegurado na chapa com Ricardo Coutinho e, cá pra nós, as coisas só serão definidas lá pra junho do próximo ano.

Há informações extra-oficias de que Maranhão ofereceu ao PP uma secretaria, área para Aguinaldo Ribeiro se eleger deputado federal e apoio respaldado por Veneziano à candidatura de Daniella a Prefeitura de Campina.

Não é só o DEM e o PTB que tem uma carta na manga.

O PP tem o seu valor e musculatura para decidir a próxima eleição. Erra feio quem acha que os progressistas são periféricos e aceitam ficar na gravidade ou desempenhando papel de figuração.

O PP está no centro do furacão.

 

Pb Agora

Blog do Dércio