Por que a Caixa Econômica continua em greve?



""Muita gente me indaga na rua por que a Caixa ainda continua em greve, quando os outros bancos, públicos e privados, de Patos já retomaram as suas atividades.

Em primeiro lugar eu queria esclarecer à população que o período de negociações entre sindicatos que representam os bancários e a Fenaban, que representa os banqueiros deste País, começaram desde o início do mês de setembro. Desde este período, existe uma sequência de negociações entre as duas partes. Infelizmente a contraproposta dos bancos foi irrissória e até desrespeitosa com a classe bancária de todo o Brasil.

Deflagrada a greve em todo o País, estas negociações foram realizadas periodicamente. Eu gostaria de esclarecer que a maioria das reivindicações é para atender todos os bancos financeiros, mas cada banco também possui um série de reinvindicações específicas.

No caso da Caixa, existe um impasse no tocante a estas reivindicações específicas, dentre elas a Participação dos Lucros e Resultados (PLR). Para quem não sabe, e pensa que bancário é rico, eu quero esclarecer que a realidade é muito diferente daquilo que muitos pensam. O que existe mesmo é o achatamento dos salários ao longo dos anos; este ano, por exemplo, a Fenaban propôs um reajuste inferior à inflação dos últimos 12 meses. Apenas com a deflagação da greve é que os banqueiros decidiram reajustar os salários com ganho real de 1,5%, isso mesmo: 1,5%.

Todos os funcionários da Caixa se sentem desconfortáveis com a greve, porque sabemos que isso vem a prejudicar a vida dos clientes, comerciantes e tantos outros, mas infelizmente a greve é o único instrumento que faz com que os banqueiros nos ouçam de verdade.

E enquanto não houver bom senso por parte da Fenaban, permaneceremos em greve, para que nossos direitos sejam perpetuados efetivamente, e tenhamos um ambiente propício para o trabalho e estímulo para o desenvolvimento destas instituições.

 

** não estou aqui como representante oficial ou assessor de comunicação de nenhuma entidade citada no texto, apenas como leitor do portal.

Notícia enviada por: Danilo Torres