• Dra Milena
Locais

Popular reclama de grande buraco aberto pela Cagepa há 15 dias para consertar vazamento; Vídeo

ÓTICAS GUIMARÃES

O popular Cícero Ferreira, do bairro Monte Castelo, em Patos, entrou em contato com a redação do Patosonline.com, na tarde desta sexta-feira, dia 26, para reclamar de um grande buraco que foi aberto pela Cagepa há 15 dias para um conserte de vazamento, mas que não foi fechado ainda.

Segundo o morador, o buraco se encontra em uma avenida bastante movimentada que dá acesso às principais ruas do Monte Castelo e Bairro Jatobá, e pelo grande movimento de pessoas e veículos, se torna um risco para os que passam no local.

“A Cagepa veio aqui há 15 dias e fez um serviço que estourou esse cano e, infelizmente, 15 dias que fez esse serviço, mas deixou essa tragédia aqui. Olha o tamanho do buraco. 15 dias. Essa rua aqui é a Avenida Sebastião Monteiro, tão falada todos os dias nas rádios, pois lá no fundo, a lama na casa do nosso amigo Iraildo, que vem de outra avenida, aqui do outro lado um Posto Médico. Infelizmente temos visto pouca atenção por parte do poder público”, reclamou o morador.

Ainda segundo Cícero Ferreira, a explicação dada pela Cagepa não convence os moradores, que continuam incomodados com o buraco aberto e com a bagunça que fica após os serviços. Eles pediram solução urgente para o canteiro, visando evitar mais transtornos para a população da localidade.

“O que lamentamos é que a Cagepa alega algo que não convence. São 15 dias um buraco desse aberto, numa avenida principal, vendo a hora acontecer uma tragédia, chover, olha o tamanho do buraco. É de lamentar, porque providência nenhuma é tomada. Uma galeria ali que faz mais de 20 de derrama água para esta avenida aqui que vem da Pedro Davi”, reclamou o cidadão.

A reportagem do Patosonline.com ouviu a assessoria da Cagepa, que afirmou que uma equipe terceirizada da Cagepa está se direcionando ao local para fazer a finalização dos serviços e fechar o buraco que foi denunciar.

Patosonline.com


Mostrar mais
Botão Voltar ao topo