Policial

Polícias conseguem interceptar quadrilha que iria realizar assalto e homicídio em Pombal

ÓTICAS GUIMARÃES

Uma quadrilha criminosa foi presa na tarde desta quarta-feira, 26, na cidade de Pombal.  Segundo informações da Polícia Civil de Patos e policiais militares da Companhia de Pombal, os cinco acusados, Rafael Soares da Silva, 21 anos, Diego Alves de Oliveira, 23 anos, Everton Gomes de Almeida, 22 anos, Ney Robson, 26 anos, e Igor Gomes dos Santos, 19 anos, iriam cometer dois assaltos e um homicídio em Pombal. Com eles os policiais encontraram maconha, cocaína, crack, dois revólveres calibre 38 e munições intactas.

O delegado de homicídio e entorpecente, Diego Beltrão, informou que mais uma vez uma prisão é realizada através de denúncia anônima. “A partir de então entramos em contato com a polícia civil de Pombal, de Sousa, Polícia Militar de Pombal e o serviço reservado da Polícia Militar de Patos e entramos em diligências investigativa para tentar identificar esses indivíduos e na manhã de hoje conseguimos interceptá-los juntamente com outros indivíduos de Patos, ambos pertencentes a facção denominada Al Qaeda”, disse.

De acordo com o Capitão Batista, da companhia de Pombal, as polícias montaram esforços com distribuição de policiamento. “Esperamos esse pessoal de Patos chegar e já junto com os de Pombal fomos aos locais onde eles apontaram está as armas. Encontramos as armas que iriam ser utilizadas tanto no homicídio quanto nos dois roubos”, explicou.

A droga apreendida foi encontrada em poder de Rafael Soares da Silva. A polícia ainda informou que um dos acusados de nome Ney Robson já responde pelo crime de tentativa de homicídio, crime ocorrido neste mês em Pombal.

Os acusados foram trazidos para a Delegacia Central da Polícia Civil de Patos onde foram lavrados os autos e serão responsabilizados pelos crimes de receptação, tráfico de entorpecente, posse ilegal de arma de fogo e associação criminosa. Eles serão conduzidos ao Presídio Romero Nóbrega onde ficarão à disposição da justiça.

Acilene Candeia – Patos Verdade

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo