Policial patoense Deusimar Guedes lança livro sobre Drogas



"deusimar"Será lançado, no próximo dia 16 de dezembro no auditório do Sebrae, o livro "Drogas – Problema meu e seu", escrito pelo professor Deusimar Wanderley Guedes. Em sua sexta edição, ampliada e revista, a obra reúne atualizações sobre a problemática do consumo de entorpecentes no país e a possível solução desta questão.

Com experiência de mais de 30 anos trabalhando como agente especial da Polícia Federal brasileira, o professor torna a colocar em pauta um tema de proporções assustadoras nos últimos anos. De acordo com Deusimar, o aumento do consumo de substâncias ilícitas no Brasil e a massificação desmedida do número de usuários de crack é alarmante.

"A grande preocupação das autoridades, seja de saúde pública ou policiais, é exatamente o crack, que é uma forma barata da cocaína. Por custar pouco, está mais acessível a uma parcela significativa da população, desde o mais pobre ao mais abastado financeiramente. Infelizmente, esta droga que surgiu como "cocaína dos pobres" está atingindo todas as classes sociais e, devido ao seu alto poder viciante, acabou virando uma epidemia no nosso país", alertou o professor. Segundo ele, as estatísticas são de que a cada 100 pessoas que experimentam este tipo de substância, pelo menos 90 vão se tornar dependentes.

Deusimar destacou ainda que somente a repressão ao tráfico não é suficiente para a diminuição das estatísticas. "É claro que é importante reprimir a oferta, mas apenas isso não tem funcionado. Com o passar dos anos seu volume tem aumentado, elas tem sido comercializadas em versões mais puras e se constatou que o resultado não é como esperado. O ideal é que todos os segmentos sociais, não só o aparelho repressor do Estado, sintam a responsabilidade para agir, principalmente desestimulando o consumo. Deve existir uma política educacional voltada para desencorajar o uso e este trabalho deve acontecer desde os primeiros anos de vida dos seres humanos", concluiu.

O lançamento do livro traz, portanto, um novo despertar social. O objetivo é deixar o debate referente às drogas sempre vivo, a partir da conscientização da comunidade sobre seu papel fundamental no trabalho de orientação e prevenção da utilização dessas substâncias.

Ascom