Policial ferido fala sobre tiroteio ocorrido em Patos (com foto)



O Aspirante Iury Agostini de Lima Lopes, 22 anos, (foto à esquerda), ferido com um tiro braço esquerdo e outro na perna, falou ao repórter, Jamerson Ferreira, sobre a ação de perseguição, tiroteio e morte, ocorrida na noite de ontem (terça-feira), em Patos, onde quatro policiais saíram feridos e um homem morreu.

Além de Iuri, também saíram feridos os policiais, Robson Gomes de Lucena (Cabo PM), Rosivaldo Rodrigues da Silva (agente civil) e Valdir Ferrão (agente civil). Todos os policiais recebem atendimento médico e passam bem.

Durante a ação foi morto, Cícero Rinaldo Tirbutino da Silva, 36 anos, conhecido por “Nego Pinto” (foto à direita), e preso Antônio Wellington Araújo Barros, 24 anos, conhecido como “Da Lua”. Também foi detida, Antônia de Oliveira Andrade, 44 anos, funcionária pública, acusada pela polícia de ser a companheira de Nego Pinto. Ela estava no interior da residência, na qual estavam os homens que trocaram tiros com a polícia.

Foi apreendida nessa residência, uma moto Yamaha YBR, de cor vermelha, idêntica a moto usada por dois homens para momentos antes dessa ocorrência, dispararem vários tiros contra o mototaxista, Gildormar de Oliveira de Medeiros.

Quando chegou baleado ao hospital de Patos, Gildomar informou a polícia, que os autores da tentativa de assassinato tinham sido Nego Pinto e seu comparsa. Baseado nessas informações, aconteceu toda a ação policial.

Confira a entrevista com o Aspitante Iuri..

Áudio/Jameson Ferreira

Texto/Marcos Oliveira

Fotos/Marcos Oliveira e PM