Policial

Policiais paralisam atividades na próxima semana

A diretoria da Associação dos Policiais Civis Paraíba (ASPOL), informa através de nota enviada à imprensa que foi agendada uma paralisação geral da categoria para a próxima quinta-feira (8).

A decisão foi tomada na tarde desta quinta-feira (1º) durante assembléia realizada na sede da ASPOL, situada à rua Rua Flávio Carneiro da Cunha, S/N, nos bairro dos Bancários, em João Pessoa.

Confira logo abaixo a nota enviada pelos representantes da categoria:

‘NOTA À IMPRENSA E A SOCIEDADE PARAIBANA EM GERAL

Os policiais civis da Paraíba, reunidos em assembléia geral extraordinária realizada na tarde de hoje na sede da Aspol, tendo em vista a ausência de contra proposta por parte do Governo do Estado até a presente data e considerando o pedido formulado pelo Governador Maranhão por intermédio do Secretário Gustavo Gominho para que seja concedido um último prazo até o dia 14, para a resposta às reivindicações apresentadas em 09/09/2009, tomaram as seguintes decisões:

a) Ao tomar conhecimento dos números da proposta da Adepdel – Associação de Defesa das Prerrogativas dos Delegados de Polícia, para supostamente devolver o percentual de 50% do risco de vida a todos os policiais, o que representaria aproximadamente R$ 3.000 (três mil reais) para os Delegados e cerca de R$ 300,00 (trezentos reais) para os Agentes e Escrivães de Polícia, resolveram:

– COMUNICAR IMEDIATAMENTE AO GOVERNO DO ESTADO QUE TAL PROPOSTA NÃO CONTEMPLA AS REIVINDICAÇÕES DOS AGENTES, ESCRIVÃES, MOTORISTAS POLICIAIS, AGENTES DE TELECOMUNICAÇÕES, TÉCNICOS EM PERÍCIA E PAPILOSCOPISTAS POLICIAIS E QUE NÃO DEVE SER CONSIDERADA PARA TAIS CARGOS;

– REPUDIAR A REFERIDA PROPOSTA, DEVENDO A ADEPDEL E DEMAIS ENTIDADES DOS DELEGADOS LIMITAREM-SE A APRESENTAR VALORES REFERENTES AO CARGO DE DELEGADO, ESTANDO DESAUTORIZADOS DE FALAR EM NOME DO CONJUNTO DA CATEGORIA;

b) Orientar todos os Escrivães de Polícia Civil para que somente realizem os atos dos inquéritos policiais após o devido ato ordenatório (despacho), protocolando todos os procedimentos para o Delegado de Polícia;

c) Orientar todos os Agentes de Investigação a somente procederem as investigações mediante a competente ordem de missão, não devendo desempenhar as funções de escrivão, até deliberação em contrário;

d) PARALISAÇÃO DAS ATIVIDADES POR 24h NO DIA 08/10 (QUINTA-FEIRA), INICIANDO-SE COM UM CAFÉ DA MANHÃ NA PRAÇA JOÃO PESSOA (DEFRONTE AO PALÁCIO DA REDENÇÃO), ÀS 08:00h DA MANHÃ;

e) Solicitar ao Governador do Estado o cumprimento do § 9º do Art. 144 da Constituição Federal, transformando a remuneração em subsídio, incorporando-se todas as vantagens devidas ao policial atualmente, cumprindo-se assim a Carta Magna;

f) Aguardar até o dia 14/10/2009, a resposta definitiva aos pleitos apresentados, ressaltando que a reivindicação dos policiais civis é a que foi apresentada pela Aspol ao Governador José Maranhão em 09/09/2009;

g) Reunir-se novamente em assembléia no próximo dia 15/09/2009, às 15:00h na sede da Aspol, para deliberar sobre a paralisação das atividades por tempo indeterminado.

Mais uma vez, os policiais civis da Paraíba, demonstram a disposição ao diálogo e esperam que o Governador do Estado possa tratar com justiça e isonomia todos os que fazem a Polícia Civil.

João Pessoa, 01 de outubro de 2009.

FLÁVIO EMILIANO MOREIRA DAMIÃO SOARES

Presidente

Da redação do Portal Correio com assessoria

Foto: Assessoria Aspol

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
close