Polícia vai apurar “sumiço” do livro de registro de ocorrências de enfermagem da UPA, em Patos



O livro em que se registram todas as intercorrências dos profissionais de enfermagem da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Dr. Otávio Pires de Lacerda, localizada no Bairro Liberdade, em Patos, simplesmente sumiu nesta segunda-feira, dia 23, de forma inexplicável.

De acordo com informações, a pasta contendo as permutas de profissionais também desapareceu e gerou mais desconfiança do crime envolvendo escalas fictícias que foram denunciadas pela imprensa. Após as denúncias, a Secretaria de Saúde do Município de Patos, por determinação do secretário da pasta Dr. Umberto Joubert, abriu sindicância para apurar os fatos relatados ao público.

O sumiço do livro dos profissionais de enfermagem da UPA foi comunicado a Delegacia de Polícia Civil por meio de Boletim de Ocorrência pela direção da UPA. Agora, o crime que estava sendo apurado apenas em sindicância interna da Secretaria de Saúde do Município de Patos se torna também caso de polícia. O desaparecimento do livro pode estar ligado diretamente a tentativa de esconder fatos relevantes diante das denúncias das escalas fictícias.  

O escândalo das escalas fictícias também está sendo apurado no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). Os profissionais que não compactuam com os esquemas temem que não dê em nada, pois envolve pessoas ligadas a políticos e a vereadores influentes no governo do prefeito interino Ivanes Lacerda (MDB).

Os fatos foram levados ao conhecimento do Ministério Público Estadual (MPE) e o Conselho Federal de Enfermagem (COFEN) tomou ciência das denúncias que maculam a categoria de enfermagem.  

A reportagem fez contato com Dr. Umberto Joubert que, assim que tomou conhecimento do sumiço do livro, se deslocou até a UPA para conversar com a direção do órgão. Dr. Joubert confirmou que o caso foi levado para Delegacia de Polícia Civil, pois se trata de documento que ajudaria na elucidação das denúncias.


Jozivan Antero – Patosonline.com