Polícia prende acusados de praticar assaltos na região do Seridó



O setor de inteligência da Polícia Militar prendeu na manhã de hoje, segunda-feira (12/01) na panificadora União, na Rua: Pedro Velho, centro de Caicó, três homens acusados de assaltos na região do Seridó. Com os mesmos, dentro de uma bolsa, a polícia apreendeu dois revolveres calibre 38, munições, um aparelho de MP7 e dois mil reais em dinheiro.

 

O material estava em poder de Francisco Miguel da Silva Filho, 25 anos, natural de Uiraúna – PB, residente a Rua Soledade, 1354, Bairro Paulo VI, Vidalvo Miguel da Silva, 21 anos, residente em São José do Seridó e irmão do Francisco Miguel da Silva e José Dantas de Lima Filho, 18 anos, natural da cidade de Casa Nova-BA e residente no Bairro São Francisco, na cidade de Catolé do Rocha-PB.

 

Eles são acusados de tomarem uma moto de assalto na última terça-feira (06/01), pertencente a Jacob Francisco e no dia seguinte, quarta-feira (07/01), assaltarem a loja Maré Mansa, na cidade de Cruzeta. Os três confessaram ter praticado os assaltos. A gerente da loja Maré Mansa foi ao 6 BPM e reconheceu um dos acusados.

 

“Os três confirmaram a participação no assalto a loja Maré Mansa, em cruzeta. Com eles foram apreendidas duas armas, que foram utilizadas no assalto, dois mil reais e um aparelho MP7”, disse o Tenente Coronel Antônio Cipriano, Comandante do 6º BPM.

 

De acordo com a polícia, os assaltantes conheciam a região e vieram a Caicó tomar uma moto de assalto para, no dia seguinte, assaltarem a loja Maré Mansa, em Cruzeta. O material levado da loja, coisas que eles não utilizariam, foi jogado em um riacho nas proximidades da cidade São José do Seridó-RN.

 

“Eles se reuniram, já conheciam o local, tomaram a moto e foram praticar o assalto a loja Maré Mansa. Foram apenas dois. Chegaram ao local, quebraram a vidraça, efetuaram dois disparos e levaram o material”, afirmou o Coronel. 

 

Os assaltantes já foram presos acusados de praticar crimes. Há seis meses eles fizeram arrastões na zonal rural de Caicó. Foram presos, conduzidos a delegacia e, em seguida, liberados.

 

“Há seis meses, eles foram presos acusados de fazer arrastões na zona rural de Caicó. Foram presos e, em virtude de não ter sido feito o procedimento correto, foram liberados em pouco espaço de tempo”, disse Coronel Cipriano.

 

O material apreendido e os assaltantes serão conduzidos a delegacia para a realização dos procedimentos legais.

 

“Eu não participei do assalto a loja. Eu estava trabalhando na padaria. Chego de três horas da manhã e saio de oito da noite. Já fui preso mais só como suspeita, depois fui liberado”, afirmou Francisco Miguel da Silva Filho, acusado de praticar os crimes.

 

Geraldo Oliveira