Polícia prende acusado de participação em vários delitos no Vale do Piancó



Vendedor de redes é preso e confessa assassinato de outro vendedor no Sertão.

Vendedor de redes executado em Catolé do Rocha também era agiota.

O comerciante de redes Francimar da Costa Santos, de 28 anos, residente em Brasília, Distrito Federal, foi preso dentro de um matagal na zona rural da cidade de Riacho dos Cavalos. Ele já está recolhido no presídio regional de Catolé do Rocha.

Francimar confessou participação no assassinato do também vendedor de redes e agiota Francináro Bezerra de Lima, 41 anos e ainda revelou os nomes de outros envolvidos, Rodolfo Ribeiro Marques e um primo dele, conhecido por Ismael.

O assassinato aconteceu por volta das 13h45 de quinta-feira, 5, no térreo da pousada ‘Santa Rita’, na avenida Deputado Américo Maia, defronte a sede da Justiça do Trabalho, em Catolé do Rocha. “Kaial”, como era conhecido a vítima foi morto com vários disparos.

Segundo informações do major Enéas Cunha, “Kaial” foi executado por vários disparos, tendo morte no local. De acordo com testemunhas, os criminosos fugiram em um automóvel Fiat Uno, vermelho, sem placas com destino a BR-230.

Várias viaturas da PM, comandadas pelo próprio major, saíram em diligências e localizaram o veículo próximo ao sítio Curral Velho, zona rural de Riacho dos Cavalos, onde houve troca de tiros. Os criminosos fugiram pelo matagal, mas foram alcançados quando aconteceu a prisão de Francimar.

O vendedor de redes além de revelar os nomes dos comparsas, confessou que o assassinato foi planejado no dia anterior numa churrascaria em Brejo do Cruz, afirmando que o autor dos disparos foi Rodolfo e Ismael encarregado de dirigir o veículo utilizado na fuga. Os dois fugitivos chegaram a tomar uma moto por assalto abandonada em São Bento.

A polícia descobriu que Rodolfo possui um mandado de prisão por prática de latrocínio no Estado de São Paulo, e ainda a participação em vários delitos no vale do Piancó, região de onde é natural.

O acusado preso confessou que a motivação do crime foi uma rixa antiga com “Kaial”, chegando a ser procurado em São Bento. A polícia continua a procura dos outros envolvidos.

Cardoso Filho
WSCOM Online