Polícia Federal apreende 38 mil reais no Comitê de Ricardo Coutinho em João Pessoa



A Polícia Federal apreendeu R$ 38 mil, em espécia, no Comitê Eleitoral do ex-prefeito de João Pessoa, Ricardo Coutinho (PSB). A apreensão foi feita na tarde desta sexta-feira (1º), segundo relato feito agora há pouco pela jornalista Michelle Souza, para o programa Correio Debate, da Rádio 98/FM (Rede Correio Sat).

Em entrevista para a Imprensa, o advogado da Coligação "Uma Nova Paraíba", pela qual Ricardo Coutinho é candidato, Ricardo Sérvulo, disse que já está preparando petição para que o dinheiro seja devolvido.

Para o advogado, uma quantia de R$ 38 mil é muito razoável para a dimensão de uma campanha para governador do Estado. Para ele, isso é dinheiro para campanha de vereador.

O advogado acrescentou que o dinheiro é legal, foi fruto de doação, e que seria depositado na conta da Coligação, mas não foi possível porque os bancos estão em greve.

O advogado Ricardo Sérvulo em dado momento da entrevista perdeu o controle, ao se irritar com a pergunta sobre se não seria motivo de apreensão o fato de ter sido encontrado o dinheiro o comitê. Ele respondeu em tom ríspido dizendo que não iria dar aula de Direito a ninguém e, quem quisesse aprender fosse cursar uma universidade.

Há quatro horas que fiscais da Justiça Eleitoral e agentes da Polícia Federal estão fazendo buscas no Comitê Financeiro de Ricardo Coutinho (PSB), candidato a governador da Paraíba, na Praia de Cabo Branco, em João Pessoa.

Neste momento ainda é grande a movimentação dentro e fora do Comitê Financeiro de Ricardo Coutinho, que fica na Rua Maria Loureiro da Franca, 221, Cabo Branco, em João Pessoa.

A operação está sendo coordenada pelo delegado Derly Brasileiro. A área em torno do Comitê foi totalmente isolada.

Wellington Farias