Polícia Civil prende acusados de matar professor de karatê em Sousa



A Polícia Civil de Sousa, através do Grupo Especial Tático (GTE), conseguiu prender na tarde desta quarta-feira (18), durante a Operação Samurai, duas pessoas acusadas de terem matado no dia 22 de outubro, no Bairro da Estação, o professor de karatê João Gonçalves Sarmento, conhecido como “Dão do Karatê”.

Contra os acusados, identificados como, Werley Pereira da Silva, alcunha Leca, 22 anos, e Ítalo Pablo Alves Meneses, alcunha Itinho, 18 anos, existiam mandados de prisões expedidos pela primeira Vara da Comarca de Sousa.

O crime

Naquele dia, por volta das 8h30min, quando se dirigia para sua academia de karatê conduzindo uma motocicleta, no centro desta cidade, e nas proximidades do supermercado Félix, foi surpreendido por dois elementos em outra motocicleta, momento em que o passageiro desceu e investiu contra a vítima disparando várias vezes, atingindo cabeça e tórax. O professor teve morte instantânea.

O Grupo Tático Especial – GTE de Sousa conduziu as investigações que culminaram com as identificações e prisões dos acusados.

Leca foi preso hoje por volta das 13 horas no Bairro Jardim Brasília, nesta urbe, enquanto que Itinho já se encontrava recolhido na Colônia Penal Agrícola do Sertão, acusado de outro crime.

Ambos se encontram a disposição da justiça.

Providências

Após o cumprimento dos mandados e as respectivas prisões e as providências necessárias os presos foram  transferidos para a Colônia Penal  Agrícola do Sertão.

Sertão Informado