Polícia Civil de SE diz que advogado reagiu a abordagem e foi baleado



A Polícia Civil de Sergipe se manifestou na tarde desta quarta-feira (17) sobre a operação realizada na cidade de Santa Luzia (PB) que terminou na morte do advogado Gefferson Moura, de 32 anos.

Por meio de nota, a Secretaria de Segurança Pública (SSP), disse que a operação visava combater o tráfico interestadual de drogas e os policiais estavam há alguns dias em diversas partes do Nordeste do país monitorando a quadrilha com o intuito de cumprir mandados de prisão, expedidos pela Justiça de Sergipe.

Ainda segundo a nota da SSP,, foi montado um bloqueio policial, onde vários veículos suspeitos foram parados. Os policiais se depararam com um homem em um veículo e na abordagem, o motorista identificado como Gefferson de Moura Gomes estava armado, esboçou uma reação e foi atingido, sendo encaminhado imediatamente para uma unidade hospitalar.

O veículo e a arma de fogo foram apreendidos e apresentados pelos policiais na Delegacia Plantonista da cidade de Patos (PB). Os policiais prestaram depoimento ao delegado plantonista e apresentaram a arma e o carro apreendidos. Também foi colocado à disposição da Perícia Criminal e da Polícia Civil da Paraíba as armas de fogo utilizadas pelos policiais civis sergipanos durante a ação.

A nota ainda diz que os relatos prestados pelos policiais civis sergipanos constam em inquérito policial que já foi instaurado para apurar a ocorrência. A perícia também foi acionada para realizar os exames nas armas de fogo e veículo.

Corpo de Gefferson Moura, de 32 anos, foi deixado em hospital por homens que se identificaram como policiais em Sergipe — Foto: TV Paraíba/Reprodução

Corpo de Gefferson Moura, de 32 anos, foi deixado em hospital por homens que se identificaram como policiais em Sergipe — Foto: TV Paraíba/Reprodução

G1