Polícia apresenta acusados de matar idosa em Massaranduba



As polícias Civil e Militar apresentaram, na manhã desta terça-feira (21), três acusados de participar do latrocínio (roubo seguido de morte) da aposentada Cecília Silva Santos, 64 anos, durante um assalto a um ônibus na zona rural de Massaranduba. O crime aconteceu na última quinta-feira (16).

Patrício dos Santos Souza, 19 anos; Milton Félix de Araujo Filho, 19 anos; e Iran Barbosa da Silva, 22 anos, foram apresentados na sede da 2ª Delegacia Regional de Polícia Civil, em Campina Grande. Eles foram presos no domingo (19). Continua foragido Fernando Félix de Souza, 21 anos.

De acordo com a delegada Cassandra Duarte, o grupo entrou no ônibus no ponto que fica em frente à faculdade de Direito, nas proximidades da feira central de Campina Grande. “Como a gente tinha as imagens antes do grupo entrar no ônibus, o nosso objetivo era encontrar pelo menos as roupas usadas durante o crime, ou seja, uma prova material para que a gente possa concluir o inquérito de forma consistente”, disse a delegada.

Durante a coletiva, a polícia apresentou roupas, calçados e um boné usados pelos acusados. Uma arma também foi apreendida.

O comandante do 10º Batalhão de Polícia Militar, tenente-coronel Ismar Soares, informou que a ajuda da população, através de denúncias anônimas, contribuiu para que os acusados fossem presos. “Obtivemos informações de que o grupo não era da área de Massaranduba e sim de Lagoa Seca. Daí, passamos a fazer buscas, junto com a delegacia local, até chegarmos ao primeiro suspeito”, declarou Ismar.

Os três acusados vão responder por latrocínio e formação de quadrilha. De acordo com a delegada Cassandra Duarte, eles podem pegar de 20 a 30 anos de prisão.

Sigilo absoluto – Ainda durante a coletiva, a delegada enfatizou a importância da denúncia anônima através do número 197. “A pessoa que faz a denúncia não precisa se identificar. A segurança é total porque o sigilo é absoluto”, concluiu. 

Secom-Pb