Polícia ainda procura dono da carga de cocaína apreendida dentro de avião no Sertão



Quase dois meses após a apreensão de 752 quilos de cocaína em Catolé do Rocha, Sertão paraibano, a Polícia Civil ainda investiga, de forma sigilosa, de quem receberia o carregamento da droga na Paraíba. As apurações, no entanto, apontaram, até agora, para indícios de que a carga milionária teria sido enviada por uma organização criminosa do estado de São Paulo.

A apreensão ocorreu no dia 2 de dezembro do ano passado, após a Polícia Militar receber denúncias sobre a chegada da droga pelo aeródromo da cidade. Quatro homens, que são de São Paulo, foram presos em flagrante, assim que o avião que transportava a cocaína aterrissou.

No mesmo dia foram vistos três carros circulando pelo local, mas os veículos não foram localizados. Assim que houve a aterrisagem da aeronave, equipes do 12º Batalhão, 6ª Companhia do Batalhão de Operações Especiais (BOPE) e Força Regional abordaram o piloto, o copiloto e outros dois suspeitos que estavam no avião.

A droga foi incinerada pela Polícia Federal no dia 23 de dezembro.

MaisPB