Polêmica: conselheiro tutelar é acusado de ter orientado a soltar assassino



Polêmica: conselheiro tutelar é acusado de ter orientado a soltar menor que matou agricultor em Itaporanga. CMDCA vai apurar o caso.

O conselheiro Alcídes Bezerra da cidade de Itaporanga, sertão paraibano, esta sendo acusado de ter orientado pela soltura do menor R.N.G, de 17 anos de idade, que estava preso por diversas passagens pela polícia. Após ter sido solto, o menor assassinou no último dia 23 de dezembro com um golpe de faca peixeira o agricultor Antonio Gomes Pereira Santos, de 21 anos.

Segundo informações o menor é considerado de alta periculosidade, atestado pela própria polícia, o qual possui uma grande ficha e várias passagens pela polícia por furto, uso de drogas e desordem. O mesmo também é conhecido em Itaporanga por arranjar confusão com pessoas que se negam a ajudá-lo quando ele pede dinheiro.

Segundo ainda informações há quatro meses os conselheiros tutelares Roberta Pereira (Presidente do Conselho), Leovelgido e Júnior, diante dos apelos da população conseguiram tirar de circulação o menor, e levaram e o internaram no Centro Educacional do Adolescente (CEA) em Sousa.

Segundo informações, quando participou de uma audiência sobre o caso, há poucos dias, a mãe do menor procurou o membro do conselho tutelar, senhor Alcídes Bezerra, que mesmo não sendo responsável pelo acompanhamento do caso, depois de indagado na justiça, o mesmo orientou pela soltura do menor infrator. De acordo ainda com informações, outros conselheiros que eram conhecedores em detalhes sobre o perigo de se libertar esse menor.

Diante disto, o menor foi solto, e completamente drogado nas ruas de Itaporanga, cometendo mais um de seus delitos, assassinou o agricultor pelo motivo do mesmo não ter lhe dado dinheiro.

Diante desse fato, o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente deverá se reunir na próxima semana, para debater o caso e se necessário até instituir uma Comissão de Sindicância para apuração de responsabilidade. O órgão é o mais alto na hierarquia dos serviços públicos prestados à população infanto-juvenil.

A família do agricultor espera que o menor e os responsáveis pela soltura do mesmo sejam responsabilizados. A família também espera que estes casos, seja cuidadosamente analisado, com responsabilidade, antes de ser tomada qualquer decisão desse tipo.

catingueiraonline.com com informações do Blog do Ricardo Pereira

 

O PatosOnline deixa o espaço aberto para que as partes aqui citadas possam se defender e darem suas devidas explicações. Os questionamentos ou explicações podem ser enviadas para o e-mail [email protected]