Pessoas se solidarizam e ajudam a família da pequena Maria Cecília



O que parecia uma consulta de rotina no Hospital Geral de Taperoá, tornou o palco de uma história emocionante que sensibilizou milhares de pessoas através de uma postagem nas redes sociais. Foi neste hospital que o casal viu mãe e filha, visivelmente um semblante pálido de vulnerabilidade.

“A autorização para tirar a foto foi dada por uma irmã da senhora Elenilda Alexandre, este foi o ponto de partida para iniciarmos por conta própria uma campanha para ajudar esta família, que até então não tínhamos muita informação sobre a mesma”, pontou Jacó.

Esta história triste emocionou milhares de pessoas na internet, mãe e filha foram transferidas para o Hospital Universitário em Campina Grande, a menina de um ano e nove meses foi diagnosticada com desnutrição aguda, pneumonia e perda de peso.

As professoras Clessinha e Maria Zenilma recebiam a todo momento ligações de várias pessoas que procuravam saber se realmente a história era verdadeira, se a realidade era esta que se espalhava rapidamente por todo canto. Uma família estaria passando fome, sem remédios e sem acompanhamento de profissionais da saúde?

Clessinha disse em entrevista ao canal Vídeos da Serra que até o momento não tinha conhecimento da triste realidade e junto com a professora Maria Zenilma, fizeram uma visita a casa da família e constataram a veracidade do fato. Logo confirmaram com as pessoas que ligavam a todo momento.

Neste domingo (22) este casal veio fazer a primeira visita a pequena Maria Cecília e sua mãe Elenilda Alexandre. Com o carro cheio de alimentos, donativos e movidos com um enorme sentimento de satisfação em poder ajudar quem realmente precisa.

Arroz, feijão, macarrão, leite, mochilas escolares, brinquedos entre outros deixaram esta pequena criança e seus irmãos com os olhos brilhando de tanta felicidade. As informações de populares dão conta de que na unidade de saúde da comunidade de São Sebastião está faltando alguns medicamentos básicos como por exemplo sulfato ferroso. Clessinha se comprometeu em providenciar este medicamento enquanto não chega na unidade.

Os fiscalizadores estaduais da saúde como a secretaria de Estado da Saúde, Ministério Público Estadual, conselho tutelar já foram notificados da triste realidade que vive o município de Cacimbas, algumas medidas devem ser tomadas. Muitas crianças tiveram mortes prematuras e vivem sem situação de extrema pobreza, isto é mais do que suficiente para que um mutirão de saúde seja realizado nestas localidades.

m1-capa-777x437
m2-1024x750
m3-718x1024
m5-970x1024
m6-702x1024
m7-1024x632
m9-1024x603
m10-1024x576
m12-1024x726
MC-02-768x1024

maroctv.com.br